Dicionário de Fraldas Reutilizáveis

A

Absorventes – São os rectângulos ou línguas de vários tamanhos que se colocam numa fralda reutilizável para aumentar a absorção da mesma de acordo com as necessidades específicas do seu bebé. Servem para absorver o xixi do bebé e podem ser dos mais diversos materiais. Por ordem de capacidade de absorção temos: microfibra, carvão ou café, algodão, bambu, linho, cânhamo, etc. Os tecidos sobrepostos em várias camadas e cosidos permitem que estes retângulos sejam extremamente absorventes. Por vezes existem absorventes de mistura de diferentes materiais para compensar os defeitos de uns com as vantagens de outros ou para tornar o preço mais acessível.

A.I.O. all-in-one – Fralda tudo em um. A fralda é toda uma única peça. A fralda é impermeável de um lado e tem absorventes cosidos na fralda. Em termos práticos é a fralda reutilizável mais semelhante a uma fralda descartável. A principal desvantagem deste tipo de fralda regra geral é o longo tempo de secagem e a dificuldade em reforçar ou aumentar a absorção da mesma sem tornar o ajuste difícil. Mas existem novas marcas a melhorar os seus produtos A.I.O.

A.I.2. all-in-two ou S.I.O. snap in one – Fralda tudo em dois ou snap in one. Trata-se de uma capa de fralda que permite fixar os absorventes com molas (SIO) ou abas. É dos sistemas mais versáteis pois permite reutilizar a capa algumas vezes entre mudas desde que devidamente arejada e desde que não se suje com cocó. A capa do sistema pode ser ainda utilizada com soakers descartáveis, por cima de fraldas planas ou ajustadas.

A.I.3. all-in-three – Fralda tudo em três. Trata-se de um sistema, regra geral por tamanho (S, M, L, etc), em que a parte exterior é num material ligeiro e macio, algodão ou lã, e a parte impermeável é uma bolsa interna destacável por molas onde introduzimos os absorventes. Uma das grandes vantagens deste sistema é a rotatividade do sistema tudo em dois e o não marcar com elásticos tão fortes a pele do bebé. A desvantagem é por vezes aparentar ser pouco intuitivo e não é muito versátil.

Ajustada – Fralda ajustada (ou de contorno). É uma fralda reutilizável totalmente absorvente, com uma forma muito semelhante a uma fralda descartável constituída por várias camadas de absorventes que absorvem na sua totalidade. Adapta-se ao corpo do bebé com um sistema de aperto em molas ou em velcro (as de contorno não têm molas nem velcro). Necessita de capa para impermeabilizar a fralda, podendo ser em PUL, TPU, polar ou lã. Normalmente uma capa é trocada a cada 2 a 3 mudas de fralda, no caso de utilizar as capas de lã podemos estender o número de vezes que a utilizamos. Este tipo de sistema é o mais aconselhado para a noite ou sestas, ou para bebés que fazem muito xixi e necessitam de maior absorção, porém iremos sentir a humidade em todo o corpo da fralda, da mesma forma o bebé também poderá sentir essa humidade e pode ser necessário escolher modelos com polar stay dry no interior (efeito seco) ou colocar liners para esse fim.

Ajustada híbrida – Trata-se de uma fralda ajustada em que uma camada interior da fralda é de tecido polar de gramagem elevada, não absorvendo de imediato a humidade e repelindo-a. O polar aumenta a eficácia da fralda em si e distribui melhor o xixi pela fralda, tornando-a mais eficaz. Pode permitir nalguns bebés, que façam menos xixi, que não se utilize a capa impermeável exterior. A desvantagem é a retenção de odores poder ser mais sentida.

Alfinete d'ama – Fixador de fraldas. Trata-se de um acessório para fraldas planas, pré-dobradas ou fraldas de contorno. É uma opção de aperto das fraldas tradicional, tal como as versões modernas com o snappi, o boingo ou a faixa bandi.

Algodão – Tipo de material comummente usado nos absorventes. Pode estar em contacto direto com a pele do bebé. Absorção rápida e retenção variável conforme a gramagem e as camadas. Óptima relação preço-qualidade. A produção de algodão é um pouco agressiva para o meio ambiente, consumindo bastantes recursos naturais ou tendo várias outras consequências adversas na Natureza e na Sociedade quando não é de origem certificada orgânica. A transformação da matéria prima é mais sustentável.

B

Bambu – Tipo de material cada vez mais procurado e utilizado nas fraldas reutilizáveis. A produção da matéria prima é muito pouco impactante no meio ambiente, mas a transformação envolve alguns processos quimícos mais nocivos. Pode estar em contacto direto com a pele do bebé e é de excelente absorção com um bom rácio de rapidez para a capacidade de retenção em pouco volume.

Barreiras duplas – Algumas fraldas reutilizáveis ou capas de fraldas apresentam um segundo elástico no contorno das virilhas ou uma dupla costura interior para prevenir fugas, em particular de cocó mais líquido.

Birdseye – Fralda plana com tecelagem estilo olho de pássaro. Por norma trata-se de um simples quadrado de tecido e pode ser em algodão, bambu, cânhamo ou misturas entre estes. Podem ser usadas desde o nascimento até ao desfralde, podendo ser dobradas de maneiras diferentes de acordo com as necessidades. Existem imensas dobras com o intuito de transformar estas planas em absorventes ou tecnicamente fraldas de contorno, usando-se com um snappi, um alfinete d'ama, um boingo ou uma faixa bandi. Necessitam de capa para impermeabilizar a fralda. Temos um separador dedicado ao universo #teamplanas para ensinar as dobras aqui.

Boingo – Fixador de fraldas. Trata-se de um acessório fornecido em pares para fraldas planas, pré-planas, pré-dobradas ou fraldas de contorno. É uma opção de aperto das fraldas, tal como o snappi, o alfinete d'ama ou a faixa bandi. Neste caso o Boingo é fornecido num par, propiciando o seu uso desde o nascimento (em que usamos apenas uma peça) até ao desfralde (em que já usamos as duas peças do par à medida do bebé). Solução óptima para pré-dobradas.

Bolso – Comummente mencionado sobre fraldas de bolso. Estas fraldas são, basicamente, uma fralda com uma camada externa impermeável e um forro interior de tecido como polar, suede, coolmax, etc. Existe uma abertura, por norma à frente ou atrás mas nalgumas marcas já há em ambas as extremidades, entre o tecido impermeável e o forro onde deverão ser introduzidos os absorventes adaptados à necessidade de absorção do bebé.

Booster – Absorvente regra geral mais pequeno ou tamanho recém nascido, utilizado para reforço de zonas específicas da fralda

C

Cânhamo – Tipo de material comummente usado nos absorventes e nas fraldas ajustadas, regra geral em percentagens complementadas por algodão ou bambu, ou ambos, para garantir mais maleabilidade do material e acelerar o tempo de secagem depois da lavagem. É o mais absorvente em capacidade de retenção, mas o mais lento a absorver. Usualmente é então combinado com algodão para compensar essa falha, pois quando o xixi é grande pode não ter tempo de absorver e originar fuga. Pode estar em contacto direto com a pele do bebé e é dos materiais mais amigos do ambiente quer na produção quer na transformação.

Capa de fralda – Trata-se de uma capa impermeável para utilizar com as fraldas planas, pré-planas, pré-dobradas, fraldas de contorno ou fraldas ajustadas. Também pode ser usada apenas com absorventes no seu interior. A capa pode ser em PUL, TPU, polar ou lã virgem. Normalmente uma capa é trocada a cada 2 a 3 mudas de fralda.

Carvão de Bambu ou Charcoal – Tipo de absorvente sintético baseado nos absorventes de microfibra mas com revestimento exterior negro, num material derivado do bambu que permite contacto com a pele. Absorção rápida mas baixa.

Café – Tipo de absorvente sintético baseado nos absorventes de microfibra mas com revestimento exterior castanho, num material derivado do bambu que permite contacto com a pele. Absorção rápida mas baixa.

Contorno – Fralda de contorno (ou ajustada). É uma fralda igual às fraldas ajustadas, ou seja, totalmente absorvente, mas não possui molas ou velcros e necessita de um snappi, boingo, alfinete d'ama ou faixa bandi para a apertar. Este facto permite que o ajuste da fralda seja um contorno mais perfeito do corpo do bebé. Necessita de capa para impermeabilizar a fralda e pode ser em PUL, TPU, polar ou lã. Normalmente a capa é trocada a cada 2 a 3 mudas de fralda, no caso de utilizar as capas de lã podemos estender o número de vezes que a utilizamos. Este tipo de sistema é o mais aconselhado para a noite ou sestas, ou para bebés que fazem muito xixi e necessitam de maior absorção, porém iremos sentir a humidade em todo o corpo da fralda, da mesma forma o bebé também poderá sentir essa humidade e pode ser necessário escolher modelos com polar stay dry no interior (efeito seco) ou colocar liners para esse fim.

F

Doubler – Absorvente regra geral com molas de ambos os lados ou que as marcas recomendam usar em combinação com outros absorventes.


F

Fleece – Tipo de acabamento de um tecido. É habitual usar-se bambu fleece ou fleece de cânhamo como tecidos principais nas fraldas de contorno, ajustadas, fraldas planas, pré-planas ou pré-dobradas. Também é um dos materiais mais usuais nos absorventes. O micropolar é um tipo de fleece e usa-se normalmente nos liners das fraldas reutilizáveis para ter um efeito sempre seco (stay dry) na pele do bebé. O polar também é um tipo de fleece e também se usa nas capas de fraldas para repelir a humidade.

Fralda reutilizável – Trata-se de uma fralda que pode ser lavada e reutilizada inúmeras vezes, preservando o ambiente, o bem-estar de quem a usa e proporcionando poupança económica à família. Dependendo da qualidade dos materiais a fralda reutilizável aguenta uma utilização permanente desde o nascimento até ao desfralde e pode muitas vezes passar de filho para filho.

H

Híbrida – Fralda híbrida é uma fralda que permite a utilização de absorventes têxteis ou de absorventes descartáveis - os chamados soaker pads. O exterior da fralda é lavável e impermeável e dependendo do forro dessa capa exterior pode ser reutilizada entre 2 a 3 vezes caso não se suje com cocó.

Híbrida Ajustada – Fralda ajustada que contém no interior do seu corpo uma camada repelente à humidade como Windpro, garantindo que a humidade se distribui o máximo possível pela fralda até saturar a sua totalidade, prevenindo fugas localizadas nas áreas que podem ser mais "sacrificadas" como a frente ou o meio. Regra geral o exterior destas fraldas é executado em polar para retardar um pouco mais a aparência exterior de humidade e podendo dispensar o uso de capa impermeável em bebés menos mijões.

L

– Material usado nas capas de fraldas reutilizáveis como capas, soakers, shorties ou longies, regra geral terá de ser lã 100% virgem para não ser a versão "superwash" ou com materiais sintéticos adicionados à malha, e é muitas vezes de origem Merino por ser a lã mais macia. A lã quando devidamente lanolizada repele a humidade e decompõe a urina em água e sal que se evapora, funcionando como a capa de fralda mais respirável que há. A lã também é usada para alguns absorventes e também liners com propriedades antisépticas e antibacterianas para prevenção e regeneração da pele em caso de assadura, dermatite ou pele muito sensível. A malha de lã serve como isolante termoregulável e não aquece tanto sob o sol (mantém a temperatura do corpo em média 5 a 8 graus mais baixa em comparação com tecidos sintéticos expostos ao sol), daí que esta seja uma boa solução para Verão e Inverno. Regra geral, caso não se suje nem cheire a xixi, as capas de lã apenas têm de ser lavadas e lanolizadas a cada 4 ou 6 semanas, dependendo do espaço de rotação. Devem arejar entre mudas no mínimo 4 horas do avesso.

Lanolina – Trata-se de um produto natural obtido a partir da cera da ovelha, sendo um sebo que as ovelhas produzem para precisamente se protegerem a si e à sua lã de bactérias, fungos, chuva e outras agressões. Usa-se para impermeabilizar as capas, calções ou calças de lã (soakes, shorties, longies), para utilizar por cima de fraldas reutilizáveis do tipo tudo em dois.

Liner – Um liner ou forro de fralda pode ser descartável ou reutilizável. Regra geral as duas principais funções do liner são ajudar na remoção do cocó da fralda quando o bebé inicia a alimentação complementar e proteger a fralda de entupimento caso tenhamos que utilizar pomadas ou cremes gordos. No caso de ser um liner descartável os mesmos são laváveis ainda que um número finito de vezes em função da sua gramagem e composição, caso exista cocó o liner deve ser descartado mas nunca pelos esgotos visto que pode entupir as canalizações. No caso de ser um liner reutilizável podemos ter três tipos: os liners em polar com efeito stay dry, importantes para garantir que o bebé não sente a humidade e excelentes para remover o cocó com auxílio de um rapa-tachos, autoclismo ou chuveiro de bidé; o liner de lã que serve como garantia de tratamento de assaduras e dermatites, regra geral 100% virgem e Merino para serem mais macios e devem ser lavados à mão com, por exemplo, sabão de côco; o liner de seda crua que serve também o mesmo fim de prevenção e tratamento de assaduras e deve ter o mesmo tipo de manutenção cuidada, idealmente lavado à mão.

Longies – Trata-se de uma capa de lã em formato de calça para usar como camada impermeável por cima de fraldas planas, pré-planas, pré-dobradas, fraldas de contorno ou fraldas ajustadas. Os longies são uma alternativa natural às capas de tecidos sintéticos. São perfeitos para usar como capas de fraldas reutilizáveis, quando lanolizados, e têm regra geral camada dupla na zona da fralda. A lã quando devidamente lanolizada repele a humidade e decompõe a urina em água e sal que se evapora, funcionando como a capa de fralda mais respirável que há. A malha de lã serve como isolante termoregulável e não aquece tanto sob o sol (mantém a temperatura do corpo em média 5 a 8 graus mais baixa em comparação com tecidos sintéticos expostos ao sol), daí que esta seja uma boa solução para Verão e Inverno. Regra geral, caso não se suje nem cheire a xixi, as capas de lã apenas têm de ser lavadas e lanolizadas a cada 4 ou 6 semanas, dependendo do espaço de rotação. Devem arejar entre mudas no mínimo 4 horas do avesso.

M

Merino – Tipo de lã de origem Merino: uma espécie de ovelha específica que produz a lã mais macia que existe. A origem da lã é muito importante de se verificar, assim como se é ou não livre de Mulesing (prática veterinária polémica que consiste na remoção profilática de tiras de pele com a lã em torno da culatra do traseiro de uma ovelha para evitar ataques de infecção parasitária). Sendo sempre um produto de origem animal e portanto não vegan mesmo assim acreditamos que pode haver debate sobre produtos de origem animal desta natureza: visto que estas ovelhas foram criadas em seleccção artificial para produção de grande quantidade de lã, a não tosquia das mesmas afecta agora a sobrevivência de toda uma espécie sobre a qual somos responsáveis, pelo que acima de tudo devemos garantir o respeito no tratamento destes animais.

Microfibra – Tipo de material habitualmente presentes nos absorventes que são incluídos nas fraldas de bolso. Trata-se de um material sintético e não pode de maneira nenhuma estar em contacto direto com a pele do bebé! É dos materiais mais económicos, regra geral à base de nylon e poliéster, com uma capacidade de absorção muito rápida, mas para muito pouca quantidade de retenção. Também acumulam mais cheiros a longo prazo.

Micropolar – Tipo de material usado em liners ou forros de fraldas reutilizáveis. Este tecido protetor serve para manter a pele do bebé seca. O micropolar é adequado para as fraldas de duas peças, pois não absorve a humidade, mas permite que o xixi passe para os absorventes da fralda. 

Musselina – Fralda plana com estilo de tecelagem em musselina ou gaze - trama ortogonal. A fralda tradicional: uma fralda plana, maioria das vezes em algodão. Podem ser usadas desde o nascimento até ao desfralde, podendo ser dobradas de maneiras diferentes de acordo com as necessidades. Existem imensas dobras com o intuito de transformar estas planas em absorventes ou tecnicamente fraldas de contorno, usando-se com um snappi, um alfinete d'ama, um boingo ou uma faixa bandi. Necessitam de capa para impermeabilizar a fralda. Temos um separador dedicado ao universo #teamplanas para ensinar as dobras aqui.

N

Nylon – Composição principal dos absorventes de microfibra. O nylon é uma designação genérica para uma família de polímeros sintéticos, à base de poliamidas alifáticas ou semi-aromáticas. O nylon é um material termoplástico e sedoso. O polímero de nylon é muito utlizado na indústria têxtil principalmente pelo seu baixo custo. Não deve estar em contacto directo com a pele do bebé pois causa assaduras muito graves visto que absorve toda a humidade natural da pele.

P

Plana – Fralda plana: o género de fralda que associamos à geração das avós, podendo ser musselinas ou birdseye. Por norma trata-se de um simples quadrado de tecido e pode ser em algodão, bambu, cânhamo ou misturas entre estes. Podem ser usadas desde o nascimento até ao desfralde, podendo ser dobradas de maneiras diferentes de acordo com as necessidades. Existem imensas dobras com o intuito de transformar estas planas em absorventes ou tecnicamente fraldas de contorno, usando-se com um snappi, um alfinete d'ama, um boingo ou uma faixa bandi. Necessitam de capa para impermeabilizar a fralda. Temos um separador dedicado ao universo #teamplanas para ensinar as dobras aqui.

Polar – Tecido sintético 100% poliéster que é repelente à humidade. A qualidade dos tecidos polares varia de acordo com a gramagem em termos de isolamento do frio, respirabilidade e propriedades de absorção.

Poliamida – Macromolécula com unidades repetidas ligadas por ligações amida: podem ocorrer natural e artificialmente. Algumas poliamidas de ocorrência natural são por exemplo proteínas como a lã ou a seda. As produzidas artificialmente podem ser produzidas por meio de polimerização em fase de crescimento ou síntese de fase sólida, produzindo materiais como o nylon, aramidas e poli (aspartato) de sódio.

Pré-dobrada – Trata-se de um tipo específico de fralda plana dividida em três secções em que a parte do meio tem mais camadas de tecido. Assim sendo, este tipo de fralda encontra-se pré-dobrada, ao contrário das tradicionais planas que têm de ser sujeitas a diferentes dobras para criar o painel central mais absorvente. Usam-se com um snappi, um alfinete d'ama, um boingo ou uma faixa bandi. Necessitam de capa para impermeabilizar a fralda.

Pré-plana – Trata-se de um tipo específico de fralda plana pré-cortada para ter o formato do corpo do bebé, com asas laterais e exigindo apenas a dobra dos painéis laterais para reforçar o painel central. Usam-se com um snappi, um alfinete d'ama, um boingo ou uma faixa bandi. Necessitam de capa para impermeabilizar a fralda.

PUL – Poliuretano Laminado. Tipo de tecido de poliéster laminado, impermeável mas simultaneamente respirável.


S

Saco de balde ou parede (armazenamento) – Trata-se de um saco impermeável, normalmente em PUL, para armazenar as fraldas reutilizáveis, absorventes e toalhitas reutilizáveis sujas. Adaptam-se com facilidade à maioria dos baldes e cestos ou penduram-se em cabides. Ter em atenção, apesar de respirável, o saco deve permanecer aberto. E dependendo do tempo que deixam passar entre lavagens, será importante que as fraldas não se encontrem sujas e abafadas no fundo do saco por mais de 48h. Para um espaçamento de 3 dias recomendamos o uso de balde aberto e arejado que permita a ventilação de todas as fraldas sujas.

Saco de transporte – Trata-se de um saco impermeável, normalmente em PUL, para guardar as fraldas reutilizáveis, os absorventes e as toalhitas reutilizáveis limpas e sujas quando está fora de casa. Tem diversos tamanhos e podem transportar 3 fraldas ou até 7 nalguns casos. Estes sacos permitem guardar eficazmente as fraldas sujas, anulando cheiros ou fugas de resíduos. No entanto não se deve deixar as fraldas sujas no interior do saco fechado mais que 24h.

Seda Crua – Tipo de material usado em liners de fraldas reutilizáveis adequados para regenerar a pele em casos de dermatite e/ou de bebés com pele muito sensível.

Snappi – Fixador de fraldas. Trata-se de um acessório em 'T' para fraldas planas, pré-planas, pré-dobradas ou fraldas de contorno. É uma opção de aperto das fraldas, tal como o boingo, o alfinete d'ama ou a faixa bandi. Este fixador de fralda oferece uma forma prática e segura para prender a fralda de pano. É de um material não-tóxico que estica e apresenta três braços elásticos em forma de 'T' com um dentes de fixação em cada extremidade. Cada um dos braços prende-se ao tecido da fralda, garantindo um encaixe confortável e devendo ficar a formar um 'Y', proporcionando um movimento natural e confortável ao bebé. São fornecidos em dois tamanhos: até 10kg e a partir dos 10kg até ao desfralde.

Soakers – Trata-se de uma capa de lã em formato de cueca para usar como camada impermeável por cima de fraldas planas, pré-planas, pré-dobradas, fraldas de contorno ou fraldas ajustadas. Os longies são uma alternativa natural às capas de tecidos sintéticos. São perfeitos para usar como capas de fraldas reutilizáveis, quando lanolizados, e têm regra geral camada dupla na zona da fralda. A lã quando devidamente lanolizada repele a humidade e decompõe a urina em água e sal que se evapora, funcionando como a capa de fralda mais respirável que há. A malha de lã serve como isolante termoregulável e não aquece tanto sob o sol (mantém a temperatura do corpo em média 5 a 8 graus mais baixa em comparação com tecidos sintéticos expostos ao sol), daí que esta seja uma boa solução para Verão e Inverno. Regra geral, caso não se suje nem cheire a xixi, as capas de lã apenas têm de ser lavadas e lanolizadas a cada 4 ou 6 semanas, dependendo do espaço de rotação. Devem arejar entre mudas no mínimo 4 horas do avesso.

Shorties – Trata-se de uma capa de lã em formato de calça para usar como camada impermeável por cima de fraldas planas, pré-planas, pré-dobradas, fraldas de contorno ou fraldas ajustadas. Os longies são uma alternativa natural às capas de tecidos sintéticos. São perfeitos para usar como capas de fraldas reutilizáveis, quando lanolizados, e têm regra geral camada dupla na zona da fralda. A lã quando devidamente lanolizada repele a humidade e decompõe a urina em água e sal que se evapora, funcionando como a capa de fralda mais respirável que há. A malha de lã serve como isolante termoregulável e não aquece tanto sob o sol (mantém a temperatura do corpo em média 5 a 8 graus mais baixa em comparação com tecidos sintéticos expostos ao sol), daí que esta seja uma boa solução para Verão e Inverno. Regra geral, caso não se suje nem cheire a xixi, as capas de lã apenas têm de ser lavadas e lanolizadas a cada 4 ou 6 semanas, dependendo do espaço de rotação. Devem arejar entre mudas no mínimo 4 horas do avesso.

Stripwash – Lavagem e desinfeção profunda das fraldas reutilizáveis, normalmente usado quando estas apresentam um cheiro intenso mesmo depois de lavadas várias vezes ou quando repelem o xixi em vez de o absorverem, apresentando entupimento profundo das fibras. Este processo é considerado pela Mamã Loba um processo agressivo para as fraldas e para o ambiente e anula a garantia das Fraldas Reutilizáveis. Deve ser usado apenas em último recurso, até esse ponto há uma série de alternativas possíveis para resolver problemas de mau cheiro ou entupimento nas fraldas.

T

Terry – Fralda plana de algodão terry. O tecido é entrançado em pequenos loops que o tornam mais absorvente em menos superfície.

Toalhitas – As toalhitas reutilizáveis são toalhitas de pano que podem ser lavadas e reutilizadas inúmeras vezes, preservando o ambiente, o bem-estar de quem as usa e proporcionando poupança económica à família. As toalhitas tanto servem para limpar o rabinho do bebé como para limpar as mãos ou a cara do bebé. Também há quem as use como mini boosters (absorção rápida) nas fraldas.

TPU – Termoplástico Poliuretano. É um processo para laminar o poliéster sem o uso de solventes químicos. É um tipo de PUL termicamente moldado ao calor e à pressão. 

W

Windpro – Tecido polar de gramagem média que não absorve a humidade, repelindo-a. Suave de ambos os lados (fleece) e com acabamento escovado de um lado, é altamente respirável mantendo 85% de capacidade de respiração para evitar o superaquecimento.

Z

Zorb– Tipo de material por vezes usado nos absorventes de fraldas de bolso. É um material sintético extremamente absorvente, mas não pode estar em contacto direto com a pele do bebé como no caso da microfibra.

×